História da Colônia, Brasil Império e República está no Museu das Bandeiras
12/07/2019 13:52 em Cultura Cidades

FONTE DA NOTÍCIA:


Brasília – Com os arquivos mais importantes da administração pública dos períodos colonial, imperial e republicano na região Centro-Oeste, o Museu das Bandeiras ocupa a Casa de Câmara e Cadeia da Cidade de Goiás, antiga capital do estado, a 128 quilômetros da atual capital, Goiânia. O prédio histórico foi finalizado em 1766 e segue projeto da Coroa Portuguesa.

Atualmente, seu acervo, constituído pelo arquivo documental da Delegacia Fiscal do Tesouro Nacional (Fazenda Pública), tem 573 peças, incluindo objetos de arte sacra, mobiliário, vestuário, armamentos, utensílios domésticos, peças de porcelana e ferramentas de garimpo. Os itens também marcam a história da presença portuguesa na cidade de Goiás. Além disso, reúne documentos relevantes e pouco conhecidos. “Nós temos o quinto melhor arquivo do país sem dúvida nenhuma. Nós temos registros históricos até então nunca pesquisados. Então nós temos uma relíquia histórica e uma relíquia de memória incrível”, destacou o diretor do museu, Tony William Boita.

Os visitantes também podem apreciar as memórias daqueles que ficaram presos na antiga cadeia, função que o prédio teve por quase 178 anos, entre tantos outros documentos históricos. “Temos documentos que poucos sabem, além dos clássicos do período da escravidão, documentos sobre a Guerra do Paraguai, a construção desse Brasil que está fora do litoral brasileiro, esse Brasil central, visitas de presidentes, muitas fotos. Temos um acervo riquíssimo desses três períodos históricos”, comentou Boita.

Ao longo de 2018, o Museu das Bandeiras, criado em 1949 e aberto ao público em 1954, promoveu diversos eventos, cursos, pesquisas e ações culturais e educativas voltadas para escolas e guias turísticos, recebendo um total de 23.657 visitantes, incluindo 73 pesquisadores. Os estudantes são o principal público do museu. “Um dos principais públicos que o Museu das Bandeiras atende é o público escolar. Verificamos que no ano passado 66% do público do museu era de escolas. E essas escolas utilizam o próprio museu como uma sala de aula”, finalizou o diretor.

Cidade de Goiás

A Cidade de Goiás tem cerca de 23 mil habitantes e foi reconhecida em 2001 pela Unesco como Patrimônio Histórico e Cultural Mundial por sua arquitetura barroca peculiar e por suas tradições culturais.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!